Resenha: Ciclo da Herança

tumblr_obx3tgfBjw1v79sbao2_400

Saudações, meus companheiros. Antes de tudo, tenho que avisar sobre o risco de spoilers.  Hoje vim aqui falar um pouco sobre essa saga maravilhosa que eu amo de paixão, que é o Ciclo da Herança, escrita por Christopher Paolini. Ela é composta por quatro livros (mas eu tenho a esperança que virão mais por aí, me deixem sonhar). O autor começou a escrevê-la com apenas 15 anos, quando terminou o ensino médio.

Se você viu o filme, esqueça que viu. É muito melhor, nem se compara (quase sempre é assim, né?). Eu tinha visto o filme antes, e confesso que gosto dele sim, mas depois que li os livros… tem muito mais coisas, muito mais (eles cortaram muitas cenas importantes, mudaram os personagens… enfim). Como eu disse, não dá para comparar, até porque se fossem adaptar corretamente, teria que ser uma série… o filme ficaria beeem longo.

A leitura é muito fácil e se você é fã de fantasia (como eu) vai ler num piscar de olhos. Sério, em uns dois meses eu li toda a saga, eu fiquei fissurada, não conseguia parar, coisa de louco.

tumblr_n6d3ukijog1taraoqo3_250

O livro te prende desde o início, quando a Saphira aparece… ah a Saphira… para mim, a melhor personagem: eu lia os diálogos (tiradas) dela com o Eragon –pequenino- e ria sozinha, eu fiz a Marcela daqui do blog (tadinha da Marcy, tem que me aguentar todo santo dia kakakak) ler os trechos que eu mais gostava… parecia uma louca!

Acho interessante que o autor trabalhou muito bem as personagens femininas, todas têm um tipo de força diferente e único. Não são personagens que estão ali só para enfeitar, todas tem um papel importante na trama, todas tem uma história individual.

tumblr_n7pfb0bZx21tuzdswo2_500

Outra coisa legal foi que não tinha só um mundo, mas vários… E que cada cultura era diferente da outra: tinham humanos, elfos, anões, urgals, seitas (e dentro de cada um desses, ainda tinham grupos distintos entre si). Tem até um dicionário, traduzindo frases no dialeto de algumas dessas civilizações. No livro, deixa a entender que ainda tem muito mais. Enfim… a saga mostra muito bem essa diversidade, mostra os dois lados. Nos ensina que por mais diferente que formos uns dos outros, dá sim para conviver em harmonia e, não só isso, mas que também podemos crescer como indivíduos.

Em várias partes da obra (tipo ela inteira kakaka), temos referências à Star Wars (o que eu amei) … A própria vida do protagonista se assemelha muito com a de Luke Skywalker: a forma como foi criado, o local, a vontade de viver uma aventura, os mestres na sua vida. Mas o que eu achei mais legal foi o link de quando Eragon estava treinando e deveria “abrir a mente” para tudo ao seu redor e sentir toda a vida que estava ali e a magia que habitava em cada ser, bom, para mim essa magia só pode ser comparada à força. Ele também aprendia a controlar e como em Star Wars, essa magia também tem “um lado negro”. São várias as referências, não vou falar mais para deixar você descobrir.

Não são todos os personagens que tem poderes “sobrenaturais”, mas nem por isso são mais fracos. Eu até diria que em muitas partes eles foram os que salvaram a pátria. Em toda a história, cada personagem enfrenta as suas dificuldades, cada um tem seu desenvolvimento. Tem o principal, claro, mas nem por isso os outros foram deixados de lado.

Tem romance? Tem sim, mas de uma forma bem discreta. Eu, sendo eu, não pude deixar de shippar… e meu amigo, fiquei louca no final (meio que “QUE, COMO ASSIM, HÔ), eu preciso de uma continuação, porque o autor deixou várias reticências no final. Ele mostra o amadurecimento dos personagens, tanto romanticamente quanto nas outras áreas.

tumblr_ov5cx7PfvE1sp9jmio1_540

Meus olhos chegam a brilhar, só de lembrar.

E as cenas de batalhas? Fascinantes! Eu consegui idealizar todas na minha mente. Tiveram horas que eu tive que parar e soltar umas exclamações, ou então reler de novo porque aconteciam umas reviravoltas de dar nó na mente. Tiveram momentos que eu até prendi a respiração. Se eu sonhei que estava no meio delas? Obviamente.

E o poder das palavras? Cara. Não vou nem falar nada, sem comentários. Foi uma bela sacada.

E tem muito mais, mas eu vou parando por aqui. A história é linda, eu amo a interação cavaleiro/dragão, amo a diversidade dela, as mensagens que ela deixa, amo tudo (menos a ressaca literária que ela me causou, fiquei tão presa no universo que o autor criou que por uns quatro meses não consegui ler outro livro).

Por hoje é isso.

E “Que suas espadas permaneçam afiadas”.

giphy

 

28 comentários sobre “Resenha: Ciclo da Herança

    • gnomalorena disse:

      Se ler o livro primeiro, vai achar o filme um desastre KK Se for ver o filme antes, pode levar alguns spoilers, mas nada muito grave porque mudaram MUITA coisa, como eu disse (maiorias das coisas legais do livro foram deixadas de lado e a perda de personalidade dos personagens, foi triste), mas dá pra ver
      .

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s